Há poucos dias atrás escrevi um “Hands On” a respeito do indie game de estratégia Sol Survivor, da Cadenza Interactive. Finalizei o game e posso dizer que fiquei muito bem impressionado a seu respeito. Sol Survivor oferece diversão e dificuldades em ritmo crescente, e é um game que prende o jogador, pois possui uma história muito bem desenvolvida, além de tudo o mais, a qual é apresentada no decorrer do gameplay de forma muito bem feita e explicativa.

Recebi uma cópia de Sol Survivor da Cadenza Interactive, para escrever a respeito do game, o qual foi lançado em 15 de Março de 2010 e está disponível para compra no Steam e no Impulse, por US$ 9,99. Um valor super razoável, tendo em vista a diversão e a experiência que o game proporciona. Fica aqui meu agradecimento à desenvolvedora, e abaixo segue meu review deste game tão especial.

História

Sol Survivor possui alguns elementos de “tower defense”, e é um game que gira em torno da guerra contra a Ascendancy, uma força alienígena que está ameaçando a raça humana e a Sol Paragon (força da qual você faz parte). Na verdade, como eu já mencionei acima, tudo gira em torno da busca de recursos: energia, poder, etc. O diferencial é que, enquanto os humanos e suas colônias obtém estes recursos através de meios, digamos, naturais, os monstros da Ascendancy utilizam almas, isto mesmo, almas, para obterem energia para seus veículos e máquina de guerra.

Estas almas, eles tentam a todo custo roubar dos colonos que você deve defender para obter sucesso no game. A Ascendancy, aliás, sabe da importância da obtenção de recursos naturais para os seres humanos, e fará de tudo para dificultar a vida dos colonos, que em Sol Survivor vivem não na terra, mas em outros planetas ou luas, cada um deles apresentando dificuldades e recursos naturais diferentes, além da extração destes ser feita de forma diferente em cada um deles.

A humanidade, no game da Cadenza Interactive, está espalhada por quatro planetas bem diferentes um do outro. Tyderian Outpost é um planeta meio desértico, e o mais “amigável” de todos os quatro. Harmony’s End é um planeta que passa por uma era glacial, onde você também se deparará com vegetação. Em Usul’s Moon você também encontrará gelo em abundância, e a lua é rica em fontes de energia. Vale ressaltar que Usul’s Moon funciona como uma espécie de depósito de suprimentos para a Sol Paragon, e é muito visada pela Ascendancy.

E finalmente temo Lossageus, muito importante para os seres humanos, pois estes conseguiram transformar as condições extremamente hostis do planeta, o qual é um planeta, digamos, “vulcânico”, repleto de rios de lava e coisas do tipo, em vantagem. Os minerais que existem em abundância em Lossageus e que fluem para a superfície são coletados e utilizados para a construção das extremamente úteis “defesas orbitais”, as quais oferecem ao gamer diversos tipos de armas e recursos fantásticos.

Apesar da superioridade numérica, os alienígenas da Ascendancy não conseguem superar em tecnologia e garra os seres humanos e a força Sol Paragon, a qual, sob seu comando, luta freneticamente visando a sobrevivência da raça humana. Estas são as premissas para um game de estratégia muito interessante, o qual com certeza fará com que os aficcionados pelo gênero se sintam realmente no comando de um exército lutando contra monstros alienígenas.

Jogabilidade

A Jogabilidade em Sol Survivor é simples, apesar da complexidade do game no quesito “estratégia”. Caso você deseje, pode utilizar apenas o mouse para movimentar a câmera, escolher armamentos, posicionar as torres de defesa, realizar upgrade nas mesmas, etc. É claro que você pode se movimentar de um canto ao outro do cenário utilizando as teclas W, A, S, D, mas através do mouse isto é feito de forma muito mais simples: basta movê-lo na direção desejada.

Com o botão scroll do mouse você aproxima ou afasta o zoom. O botão esquerdo realiza seleções e posiciona torres, bem como serve para utililizar as armas que estão em órbita. Além disso, através deste mesmo botão, você pode clicar em determinada torre de defesa e realizar upgrades na mesma, a fim de aumentar o seu poder, ou até mesmo pode vendê-la. O botão direito desfaz qualquer seleção.

A câmera, em Sol Survivor, é perfeita. Mantendo pressionado o botão direito do mouse e movimentando-o, você pode incliná-la e até mesmo girá-la em 360 graus. Isto é muito útil, pois permite que você consiga visualizar cada meandro do cenário, da forma que achar melhor, o que faz com que você consiga sempre obter uma perfeita visão da movimentação das tropas inimigas.

O relevo do terreno pode e deve ser utilizado a seu favor. Posicione torres de defesa em elevações, de forma tal que elas consigam atingir alvos provenientes de mais de uma direção. Utilize o relevo e as torres sempre visando o máximo e perfeito alcance, e você terá mais chances de derrotar as hordas de inimigos.

Jogando Sol Survivor

Jogar Sol Survivor é uma experiência e tanto, pelo menos para quem aprecia games de estratégia. São 20 fases distribuídas pelos 4 planetas que mencionei acima e, basicamente, você deve defender os colonos contra os ataques da Ascendancy, que fará de tudo para roubar as almas dos mesmos. No canto superior direito da tela existe um contador, e cada vez que um inimigo consegue acesso à sua base, ele rouba almas, e o número de almas no contador vai consequentemente sendo reduzido. Se este número chegar a 0 (zero), você perde a partida e terá de recomeçar.

Para a defesa, você deve construir torres, e para isto, deve destruir os inimigos para obter a massa necessária à construção de tais torres. É um ciclo sem fim: destrua e construa. Quanto maior o inimigo, mais massa ele “oferece” quando destruído, e assim por diante. Existem diversos tipos de torres, as quais podem carregar os mais diversos tipos de armas: baterias anti-aéreas, canhões, lasers, torres que lançam “drones”, que “grudarão” nos inimigos e os acompanharão, causando danos pouco a pouco (muito úteis, por sinal), torres que lançam descargas elétricas, metralhadoras, “mortars”, que lançam projéteis a longa distância, shotguns, etc.

Existe também o suporte orbital, ou seja, armamento localizado em equipamentos orbitando os planetas, os quais podem ser utilizados sempre que necessário. No âmbito da ajuda orbital, você conta com lasers, “drones” (novamente), bombas, “flares”, que revelam alguns inimigos camuflados que podem eventualmente passar despercebidos por suas defesas, gás venenoso, mísseis e até mesmo com uma espécie de “criador de tempestades”, chamado “Tornado”, o qual cria uma grande turbulência no local onde foi lançado e provoca danos aos monstros da Ascendancy.

Toda a ajuda orbital, entretanto, utiliza energia, a qual é sempre exibida em um mostrador localizado na parte superior da tela, à direita do indicador de massa disponível. É necessário também esperar um certo tempo até que a ajuda orbital que você acabou de utilizar seja recarregada. Isto pode ser acompanhado através do próprio ícone da arma em questão.

Em Sol Survivor, você deve enfrentar uma horda após a outra de inimigos, e você pode acompanhar quantas hordas já enfrentou e quantas ainda faltam através de um sensacional mostrador exibido no canto direito da tela. Ele funciona, digamos, em tempo real, e vai acompanhando seu progresso, através de círculos que vão subindo para a parte superior da tela e tendo suas bordas preenchidas paulatinamente, conforme você enfrenta as “waves”.

Basicamente, jogar Sol Survivor é isto: posicionar torres dos mais diversos tipos tendo sempre em mente a melhor disposição das mesmas e o máximo aproveitamento do relevo, e utilizar também a muito bem vida ajuda orbital, para evitar que as hordas inimigas cheguem até seus colonos e roubem suas almas. Estratégia e pensamento rápido são essenciais durante o jogo, pois conforme você vai enfrentando horda após horda, e passando de uma fase para a outra, o número e o tipo dos inimigos, bem como a quantidade de hordas, vai sendo aumentada, e a dificuldade, consequentemente, vai ficando cada vez maior.

Preste atenção também na localização dos pontos de aterrissagem das naves da Ascendancy que desembarcam as hordas de inimigos. Muitas vezes, existe mais de um ponto de desembarque, e mais de um objetivo que você deve defender. Os inimigos seguem caminhos muitas vezes intrincados, os quais podem se cruzar e, frequentemente, representarem grandes problemas a você. Em um game de estratégia como este, você deve sempre prestar atenção nos recursos que você possui para a construção de torres, observar com atenção o caminho que os inimigos percorrem e construir suas defesas sempre pensando, como já disse acima, no maior alcance possível, e também de maneira tal que elas possam atingir alvos provenientes de mais de uma direção.

Você conta, durante o jogo, com a ajuda de diversos oficiais, os quais vão sendo desbloqueados conforme o seu progresso. Dependendo do oficial que você escolhe em uma partida, armas diferentes lhe são oferecidas. É preciso prestar também atenção neste ponto, e muitas vezes jogar uma mesma fase mais de uma vez até encontrar o oficial e as armas adequadas para a ameaça em questão.

Você inicia o game meio que desacreditado pelo seu superior, e a cada vitória, vai sendo promovido. Sargento, Tenente, Marechal, Comandante, General da 11ª frota da Sol Paragon, dentre outras patentes: todas promoções decorrentes de seu progresso. É interessante verificar como a opinião a seu respeito vai sendo modificada pelos figurões que antes não acreditavam muito em você, e verificar como os elogios, terminada cada fase, vão sendo mais e mais frequentes.

Existe também nesta parte uma certa questão muito interessante: frequentemente você recebe “pedidos” para não desapontar seus superiores, para não ficar feliz com sua promoção e esquecer de suas obrigações, etc. É algo muito legal, que ajuda a aumentar o clima de tensão e também a imersão proporcionada pelo game.

Gráficos e trilha sonora

Os gráficos de Sol Survivor são muito bonitos, e com a ajuda da câmera que pode ser rotacionada em 360 graus e inclinada, você consegue obter detalhes do game e apreciar ainda mais os seus gráficos. Tudo é muito polido e as texturas são muito bem feitas. Não se trata de gráficos desenvolvidos para impressionar profundamente, mas eles são muito bonitos, e observar os diversos cenários/fases sob os mais variados ângulos de visão e com o zoom no máximo ou no mínimo nos permite obter uma boa idéia de quão legais são os gráficos neste primeiro game da Cadenza Interactive. Fantástico trabalho.

Quando você inclina a câmera e se coloca no mesmo patamar de visão dos inimigos, por exemplo, você consegue enxergá-los com um nível de detalhes bem interessante, e se nos lembrarmos de que existem 26 tipos de inimigos diferentes, dentre criaturas orgânicas e máquinas, a coisa fica bem interessante. Monstros, tanques, vermes rastejantes, veículos voadores, etc: tudo isto pode ser observado de longe ou de perto.

Gostei particularmente dos detalhes que dão mostras do nível da tecnologia alcançada pela raça humana em Sol Survivor: bases e cenários coloridos e muito iluminados, com elementos repletos de luzes coloridas, efeitos de partículas muito bonitos e instalações que passam uma aura futurista muito legal.

A trilha sonora de Sol Survivor é muito bonita e adequada, além de ser bem variada. Você ouvirá, durante o gameplay, músicas orquestrais com um toque militar, faixas com muitos elementos eletrônicos e até mesmo guitarras. Ação, drama, perigo e tensão são elementos que contam com a ajuda muito bem vinda da trilha sonora do game.

Menus e enciclopédia

Os menus são muito bonitos. Eles permitem que você encontre o que deseja de forma muito fácil, pois são muito bem organizados e auto-explicativos. Você configura o que precisar muito rapidamente, e até mesmo a central de controle “in-game” através da qual você escolhe as torres e a ajuda orbital necessárias no momento conta com detalhes completos a respeito do que cada torre e/ou arma faz.

Existe em Sol Survivor, também, uma completa enciclopédia, através da qual você pode obter informações a respeito de seus oficiais, de suas torres, do suporte orbital e de seus inimigos. A enciclopédia apresenta informações detalhadas a respeito de tudo, e no caso dos inimigos e das torres, você pode, utilizando o mouse, movimentá-los para observá-los sob diversos ângulos e posições diferentes.

Outros modos de jogo

Sol Survivor possui um modo de jogo chamado “Survival”, através do qual você pode lutar contra hordas de inimigos criadas aleatoriamente, o que ajuda a aumentar bastante o fator replay do game. Existem também os modos co-op e multiplayer, para até 8 jogadores simultâneamente.

Finalizando

Sol Survivor é um daqueles games que não pode faltar na coleção de quem aprecia games de estratégia. Diversos itens interessantes e valiosos estão presentes no game, para lhe ajudar, como o sensacional sup0rte orbital, por exemplo. O game conta com 26 Achievements, e um deles, aliás, é obtido se você conseguir terminar uma partida deixando a Ascendancy roubar quase todas as almas de seus colonos. É preciso terminar o game com 1 alma somente, para obter a conquista “Sole Survivor”. Eu consegui, aliás. 🙂

Música, ação, estratégia, armamento e gráficos muito bonitos, além da fantástica e flexível câmera, fazem de Sol Survivor um game inesquecível. Recomendadíssimo. 🙂

Poderá gostar também

Pin It on Pinterest