(Review) The Walking Dead: Season 2 – Ep. 3 – In Harm’s Way

A saga da “pequena” Clementine continua. A menina, outrora protegida por Lee Everett, agora é a protagonista e tem de se virar praticamente sozinha no triste, amedrontador e perigoso mundo de The Walking Dead. Ela acabou se encontrando com um novo grupo, no episódio 1 – All That Remains, teve de lidar com desconfiança, medo e raiva por parte de determinados membros de tal grupo, e também se deparou com elementos de seu passado, amadureceu bastante e caiu nas garras de um novo tipo de perigo, no episódio 2 – A House Divided.

Pode-se dizer que o episódio 3 da Season 2 de The Walking Dead, In Harm’s Way, é aquele que bate finalmente o martelo e afirma categoricamente que aquela garotinha não é mais a mesma da primeira temporada. Agora Clem lida com situações mais difíceis, com escolhas mais difíceis, com seres humanos mais difíceis (e também mais perigosos, em alguns casos). O grande vilão do terceiro episódio, William Carver, é alguém que também passa a olhar para a menina com olhos diferentes, passando até mesmo a admirá-la – mas não vamos lidar com spoilers aqui.

The Walking Dead: Season 2 - Ep. 3 - In Harm's Way

Isto não o impede, entretanto, de fazê-la sofrer, ou de causar danos a seu novo grupo de amigos. Carver é uma espécie de tirano, líder de um outro grupo de sobreviventes. Alguém que dita todas as regras sem permitir questionamentos e que não hesita em dar um fim em qualquer um que se colocar em seu caminho. É no meio do grupo de Carver que Clementine e seus novos amigos vão parar, e não por livre e espontânea vontade, vale deixar bem claro.

Ficha técnica

Título: The Walking Dead: Season 2 – Ep. 3 – In Harm’s Way

Gênero: Ação /  Aventura / Point-and-click

Desenvolvedora: Telltale Games

Publisher: Telltale Games

Data de lançamento: 13 de Maio de 2014

Plataformas: PC, Mac, Xbox 360, Playstation 3, Playstation Vita, iOS

Versão analisada: PC

A Telltale continua conseguindo conduzir a história de forma magistral, e podemos também perceber grandes mudanças na maneira como a pequena garota passa por problemas, na maneira como ela lida com eles. Se antes ela contava com o “filtro” fornecido por Lee, agora ela vê e experimenta tudo sem censura. Nenhum tipo de horror escapa a seus sentidos, e ela mesma pode, através dos diálogos, decidir se deseja presenciar acontecimentos que provocariam náuseas em muitos marmanjos.

The Walking Dead: Season 2 - Ep. 3 - In Harm's Way

Fica claro também, em In Harm’s Way, que não existe a escolha certa, a frase correta, a palavra salvadora. Com Clem e seu grupo capturados por Carver, o jogador é exposto a uma série de novas situações que podem rapidamente se transformar em mortes, amigos feridos, mais sofrimento para o grupo, etc.

The Walking Dead: Season 2 - Ep. 3 - In Harm's Way

A hipótese de fuga é levantada pouco após a chegada, e Carver é sempre visto como alguém capaz de tudo. Não deixa de ser assustadora a maneira como ele ordenou que determinado personagem cuidasse de sua “filha malcriada”. O castigo, a reação do pai e da filha, a dor: é uma situação bastante tensa, e nós também podemos ficar bastante tensos com tudo aquilo.

Em mais de um momento, também, na pele de Clementine, podemos assumir a culpa por coisas que não fizemos, tentando salvar nossos amigos, e em mais de uma vez percebemos que o destino pode ser bem cruel. Escolhas que levam a resultados que não esperávamos, acontecimentos inesperados e mudanças radicais no comportamento de membros do grupo: a vida não é fácil, ali naquela comunidade/prisão.

In Harm’s Way é um episódio mais “parado”, digamos. Aqui existe bem menos espaço para movimentação, para exploração, para puzzles. A Telltale resolver reforçar a narrativa, e assim, temos mais diálogos, mais cutscenes, mais detalhes da história.

The Walking Dead: Season 2 - Ep. 3 - In Harm's Way

Alguns personagens são extremamente imprevisíveis, e a tensão ao longo de todo o episódio é bem grande, até mesmo porque estamos falando a respeito de um pequeno grupo de pessoas que deseja escapar de um grupo bem maior que conta com armas e com uma forte liderança.

Nossas decisões continuam sendo lembradas por outros personagens, para o bem ou para o mal, e a pressão causada pelo tempo escasso para respostas acaba tornando tudo bem mais dinâmico e, afinal de contas, real. Erros podem ser cometidos, podemos escolher opções “erradas”, dizer algo que talvez não disséssemos, se pensássemos friamente, e por aí vai. Ou seja, é uma espécie de simulação de como tais situações poderiam se repetir na vida real. E, afinal de contas, principalmente sob pressão, quem de nós não faz e fala besteiras durante uma conversa no mundo real?

The Walking Dead: Season 2 - Ep. 3 - In Harm's Way

Os horrores em In Harm’s Way estão sempre à volta do grupo de Clementine. Dentro e fora da comunidade de Carver, pois os walkers rondam a comunidade, batendo constantemente na madeira das cercas que a protegem. Proteções estas que acabam entrando na lista de atividades com as quais os cativos terão de lidar, vale ressaltar.

Mas é o desejo de fuga que acaba dando origem aos problemas, infelizmente. Problemas, diga-se de passagem, que podem começar através dos atos de Clem. No decorrer deste episódio, a menina dá diversas demonstrações de que continua em evolução. Que está cada vez mais madura. E que, também, é capaz de surpreender.

The Walking Dead: Season 2 - Ep. 3 - In Harm's Way

O personagem acaba tendo de tomar várias decisões difíceis. Difíceis mesmo. Opções que, mesmo antes da escolha, parecem estranhas e assustadoras a nós, jogadores. Olhares assustados se voltam para a garotinha algumas vezes, durante o episódio, e não pense que ela se deixa abater.

É realmente incrível como a Telltale nos forneceu um novo protagonista tão fantástico. Se no início da primeira temporada, ali, naquele primeiro capítulo, quando Lee encontra a menina, nos fosse dito que ela seria o personagem principal em algum momento da saga, muito provavelmente não teríamos acreditado.

The Walking Dead: Season 2 - Ep. 3 - In Harm's Way

E é justamente isso que ajuda a tornar tudo tão incrível. Jogando a primeira e a segunda temporada de The Walking Dead, podemos acompanhar a fantástica evolução da menina, e eu tenho certeza de que muitos de vocês irão concordar comigo: Clem não é mais tão inocente, medrosa e fraca.

Obviamente temos de levar em conta sua pequena estatura e força, condizentes com sua pouca idade, é claro. Mas o que lhe falta em tamanho sobra em coragem, esperteza e carisma, atributos que foram crescendo e sendo aprimorados paulatinamente, episódio após episódio.

The Walking Dead: Season 2 - Ep. 3 - In Harm's Way

Em In Harm’s Way ainda temos toda aquelas novidades (que agora não são mais novidade, claro) introduzidas na segunda temporada: QTEs diferentes para nos livrarmos de um zumbi, opções de movimentação rápida em diversas direções, para escapar de algum perigo iminente, etc. Os gráficos continuam muito bonitos, naquele estilo cartoon já conhecido por todos. Conseguimos sentir enorme apreço e odiar com bastante força, e isto se aplica a diversos personagens, em diversas situações.

The Walking Dead é um dos melhores exemplos de jogo eletrônico com personagens bem construídos, com os quais nos importamos, e isto reforça ainda mais a importância dos diálogos e das escolhas, pois podemos através deles acabar, quem sabe, com amizades, causar estragos e/ou algum mal estar, ou até mesmo salvar ou condenar alguém. E isto tudo se faz presente com ainda mais força neste 3º ep. da segunda temporada, bastante focado na história.

The Walking Dead: Season 2 - Ep. 3 - In Harm's Way

Nós, enquanto jogadores, também levamos diversos socos no estômago, durante este episódio. Com este maior foco na narrativa, tais golpes são ainda mais fortes, valendo também dizer que a própria Clementine leva um tapa, de verdade, em determinado momento. Aquele tapa dói e machuca a menina, claro, mas é como se nós também sentíssemos aquela dor, dada a enorme pressão à qual somos expostos.

E no final do episódio somos outra vez expostos a algo terrível. Algo que presenciamos e contra o qual nada podemos fazer. Algo que a Telltale fez questão de deixar para o final. Algo que nos choca, nos lembra de eventos anteriores e que nos deixa com uma imensa vontade de jogar o próximo capítulo o quanto antes.

Este acontecimento também força Clementine a tomar uma dura decisão. Uma decisão capaz até, quem sabe, de colocá-la em maus lençóis em relação aos seus amigos. Uma decisão, acima de tudo, terrível. Somos forçados a escolher uma dentre duas opções, e nenhuma das duas é boa. Ah, Telltale, quero mais disto tudo no próximo episódio. Mesmo que ele tenha menos ação e mais conversa, como In Harm’s Way.

The Walking Dead: Season 2 - Ep. 3 - In Harm's Way

Conclusão

In Harm’s Way é o terceiro episódio da segunda temporada de The Walking Dead, e é aquele com o maior foco na narrativa até agora. A Telltale optou por mais diálogos, mais cutscenes, menos exploração e puzzles, e acertou em cheio. Clementine é uma personagem memorável, cativante ao extremo, e continua evoluindo de forma magistral. A menina tem de realizar escolhas cada vez mais difíceis, e quase sempre todas elas possuem algo intrinsecamente ruim. A pressão psicológica é enorme durante o capítulo inteiro. Capítulo este que é, sem sombra de dúvidas, o melhor, até agora, da Season 2.

Poderá gostar também

5 Comments

  1. E aquela ultima escolhe em Marcos, me deu uma gastura rsrs

    Reply
    • Fala Gustavo! Nossa, nem me fala. Qual você escolheu?

      [ALERTA DE SPOILER]

      Vamos tentar esconder ao máximo…rsrs Você escolheu a alternativa que deixava tudo no lugar, ou aquela que mandava “coisas” para os ares? rsrsrs

      Reply
      • Bom modo de esconder o spoiler kkkkkkk, escolhi a opção de mandar tudo para os ares, vai que dava certo. Mas pelo ”trailer” da próxima temporada que passa logo depois, acho que não deu muito certo hehehe. E você Marcos? escolheu qual?

        Reply
        • Hahahahahahahaha… Então, Gustavo, escolhi a outra opção, diferente de você. Mas, de qualquer forma… Bem, deixa parar de falar pra não soltar spoiler…rsrs 🙂

          Reply

Submit a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Pin It on Pinterest