Em minha opinião, isto é o correto, se desejamos uma saga totalmente coerente. Segundo Casey Hudson, da BioWare, existe a possibilidade de você não conseguir importar seu save de Mass Effect 2 em Mass Effect 3. Ou seja, existe a possibilidade de perder toda a evolução que você conquistou para o seu comandante Shepard, tendo de iniciar a parte final da trilogia com um novo personagem, partindo da estaca zero.

Mas a razão para isto é totalmente coerente e correta. Se você finalizar ME2 com o Shepard morto nas sequências finais do game, a importação não será possível no game seguinte da trilogia. Não dá pra ressuscitar o cara e jogá-lo com “tudo em cima” em ME3. E eu concordo totalmente com isto.

Afinal, conforme bem disse o Casey Hudson, “Morto é morto. Mass Effect 3, bem como o restante da trilogia, é a história do Shepard. Se você tem um Shepard morto no final de Mass Effect 2, esse game salvo não será importado em Mass Effect 3.

Ou seja: coerência total. Temos uma franquia de games onde todas as nossas ações influenciam no modo como a história transcorrerá.  Sejam elas boas ou más (e isto pode ser relativo, vale ressaltar), nossas decisões e ações resultarão em oportunidades, experiências, mortes, recompensas ou perdas as mais diversas. E isto tudo torna Mass Effect ainda mais fantástico.

É claro que, mesmo com o Shepard morrendo em Mass Effect 2, será totalmente possível jogar a sequência do game, quando a mesma for lançada. Mas aí, neste caso, você deverá criar um novo personagem, um novo Shepard, iniciando novamente o upgrade de seus skills.

Portanto, cuide bem do cara, e pense bem antes de tomar suas decisões no game. 🙂

(Via: IGN)

Poderá gostar também

Pin It on Pinterest