Ontem publiquei a respeito da remoção do jogo Crysis 2 do Steam, e até então pensava-se que a empresa responsável pela remoção fosse a Electronic Arts. Agora parece que tudo mudou, e a EA diz que foi a Valve quem removeu Crysis 2 de seu serviço de distribuição digital de games. De qualquer forma, ainda estou meio inseguro no tocante a afirmar qualquer coisa neste sentido, pois “não senti firmeza” em nenhum dos lados, e a Valve ainda não se manifestou sobre o caso.

Mesmo porque Crysis 2 continua disponível em alguns sites de distribuição digital, incluindo o GamersGate UK. Segundo representantes da EA disseram ao site Kotaku, foram os termos de serviço do Steam que ocasionaram a remoção do game do site. “É lamentável que o Steam tenha removido Crysis 2 de seu serviço. Esta não foi uma decisão da EA ou o resultado de qualquer ação tomada pela EA“, diz um comunicado da publisher.

Pelo que tudo indica, a remoção foi ocasionada por um “choque” entre alguns termos de serviço impostos pelo Steam aos desenvolvedores e um acordo que a Crytek, desenvolvedora do título, possui com outro site de distribuição digital. Segundo se pode perceber, a permanência de Crysis 2 no Steam violaria este tal acordo da desenvolvedora alemã, e ela então deve ter optado pela remoção de seu game do Steam.

É interessante notar que os representantes da EA falam em “novas regras” e também mencionam que muitos dos termos de serviço do Steam não são impostos por outros sites de distribuição digital de jogos. Agora, que site será este que fez com que a Crytek removesse Crysis 2 do maior serviço de distribuição digital de games do mundo? Quais vantagens a desenvolvedora terá ao manter seu game neste outro serviço e não mais no Steam? Ou tudo não passa de uma manobra por parte da EA para tentar aliviar um pouco as coisas? Sendo o Steam o maior concorrente do Origin, é até meio que natural pensarmos nisto.

Muito estranho tudo isto, e eu fico aqui pensando em qual seria o “outro site de distribuição digital”, se é que é o caso. Estranho também a EA falar em “expulsão” e/ou em remoção pela Valve, se pelo que foi dito, podemos depreender que a própria Crytek pode ter removido o jogo do Steam. Bom, o tal “choque” entre os dois termos de serviço pode ter também ocasionado alguma ação por parte da Valve, caso a Crytek tenha se negado a algo. Mas tudo isto está muito estranho. Além disso, por que o primeiro Crysis continua no Steam?

(Via: Kotaku)

Poderá gostar também

Pin It on Pinterest