Série de jogos S.T.A.L.K.E.R. continua com a GSC Game World

Recebi um comunicado da GSC Game World no qual a empresa afirma que continua detendo todos os direitos sobre a série de games S.T.A.L.K.E.R. O comunicado foi enviado por Eugene Kuchma, do departamento de vendas e marketing da desenvolvedora ucraniana. O referido e-mail possui até, em minha opinião, um tom um tanto quanto ressabiado.

Pelo que parece, portanto, não veremos um S.T.A.L.K.E.R. 2 (pelo menos não tão cedo). A bitComposer poderá criar outros títulos relacionados, mas ninguém sabe ainda quais e/ou como eles serão, uma vez que a publisher parece ter somente o direito de criar adaptações baseadas no romance Roadside Picnic, de Arkady e Boris Strugatsky.

Tendo em vista os rumores que apareceram na imprensa, achamos necessário informar que a GSC Game World e Sergey Grigorovich continuam sendo os únicos proprietários de toda a propriedade intelectual da série de jogos S.T.A.L.K.E.R. e da marca, incluindo toda  a marca registrada, o universo do jogo, a tecnologia, etc. Isto pode ser facilmente verificado através dos serviços online de marca registrada“, diz o comunicado.

S.T.A.L.K.E.R.

Tudo isto elimina quaisquer possíveis mal entendidos e, também, vai de encontro a muito daquilo que imaginamos tão logo tomamos conhecimento da aquisição realizada pela bitComposer. Qualquer jogo baseado em  Roadside Picnic e publicado por esta empresa deverá ser bem diferente da série S.T.A.L.K.E.R. da GSC Game World. Neste caso, também não teremos uma continuação.

O comunicado também diz o seguinte, logo após mencionar a enorme popularidade dos títulos da empresa:

“Até a compra, por uma pequena publisher, dos direitos para criar um jogo baseado no livro Roadside picnic, é apresentada como a continuação da franquia S.T.A.L.K.E.R.

Duro não? A desenvolvedora ucraniana também não deixou de alfinetar a bitComposer (responsável pela publicação de S.T.A.L.K.E.R.: Call of Pripyat em alguns territórios), mencionando até mesmo problemas oriundos de “dívidas significativas” relacionadas a obrigações contratuais. É, infelizmente não. Não foi desta vez que S.T.A.L.K.E.R. 2 saiu do inverno nuclear. Aliás, nada nos diz que este jogo existirá algum dia. Nada mudou, por enquanto.

Poderá gostar também

14 Comments

    • @C. Aquino (@desgastada),

      Baixaria total. E a coisa ficou bem feia pra bitComposer, hein? rsrs “Produtora decente”? hehehe 🙂

      Olha, pelo menos ainda existem esperanças, como você mesmo disse. Vamos aguardar. Vou tentar conseguir mais informações com a empresa, mas não garanto. Não tenho o poder de um site como o RPS…rsrsrs

      Agora, eu fico curioso em relação à resposta da bitComposer, se é que haverá uma.

      @Cesar Hoffmann,

      É, Cesar. Confusão e alfinetadas…rsrs 🙂

      Reply
  1. xi…

    Reply
  2. Ainda há esperanças! Eles responderam para o RPS (GSC is seeking ways to continue the series, and we’re also considering selling out the brand to a decent developer or publisher): “GSC está buscando formas de continuar a série, e também estamos considerando vender a marca para uma desenvolvedora ou produtora decente”. E dá-lhe alfinetada na bitComposer…

    Reply
  3. Não consigo entender como a situação chega a este ponto.

    Uma franquia tão querida, com fãs fiéis, que possui uma mina de ouro nas mãos, consegue deixar tudo ir por este caminho de incertezas.

    Muito triste toda esta história.

    Reply
    • @Hawk,

      É. Incerteza total, né. A GSC ainda está viva, pelo que parece. E seria ótimo se o próximo jogo, caso haja um, fosse criado por ela.

      Reply
  4. triste isso, ele é uma franquia AAA e o povo joga fora.

    Reply
    • @matheus,

      Nem me fale. 🙁

      E essa “bagunça” toda também é bem triste.

      Reply
  5. eu ainda prefiro o que a rockstar faz com gta, melhor um lançamento a cada 3 anos, mas bem feito e sem problemas jurídicos do que isso.

    Reply
    • @matheus

      Com certeza. E sempre sai um negócio bacana. Olha o hype aí em cima do novo GTA.

      Reply
  6. verdade, mas como o lucro rápido fica acima do lucro a longo prazo, é falta também de visão de negócio, querer tudo rápido é perder ganho futuro.

    Reply
    • @matheus,

      Ah, sim. Pior que vejo isso acontecendo até mesmo em situações bem diferentes. Não me entra na cabeça até agora como a PopCap foi se vender pra EA. Caramba. Até o principal responsável por PvZ já foi pro beleléu, depois disso. Não duvido nada que não seja mais um estúdio a ser fechado. 🙁

      Reply
  7. nem eu entendo isso, a ea, velha inimiga dos gamers não sabe fazer f2p nem social game, olha o the sims do facebook.

    Reply

Submit a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Pin It on Pinterest