Segundo anunciado pela Sony Corporation e pela Sony Computer Entertainment (SCE), a Sony Network Entertainment International (SNEI) inicia hoje a restauração da PSN, prometendo novas medidas de segurança e afirmando que “a proteção dos dados dos consumidores tornou-se um compromisso para a empresa“. Opa, mas já não deveria ser “desde sempre”?

A restauração dos serviços se dará por região, começando pelas Américas e partindo, então para Europa, Austrália, Nova Zelândia e Oriente Médio. A primeira fase da  restauração inclui a redefinição de senhas, playback de vídeos alugados no PS3, PSP e MediaGo, restauração do modo online para todos os jogos do Playstation 3 e do PSP, “Music Unlimited” através do Qriocity, lista de amigos, comparação de troféus, chat, PlayStation Home e acesso a serviços como Netflix, Hulu, Vudu e MLB.tv. A Sony também informa que aumentou considerávelmente a segurança de seus servidores, incluindo “monitoramento adicional de software e testes de vulnerabilidade à invasão“.

Eu gostaria de expressar meu profundo pesar pelo inconveniente que este incidente causou a vocês e gostaria de agradecer a todos pela paciência que tiveram enquanto realizamos o processo de restauração. Não posso agradecê-los o suficiente por sua paciência e apoio durante esse período. Sabemos que até os clientes mais leais ficaram frustrados por esse processo e estão ansiosos para utilizar seus produtos e serviços Sony novamente. Estamos realizando ações agressivas em todos os níveis para abordar os problemas levantados por este incidente e estamos tornando a proteção de dados de consumidores um compromisso permanente em toda a empresa“, disse Kazuo Hirai, Vice Presidente Executivo da Sony Corporation.

Estou observando que diversas pessoas já estão conseguindo fazer “uma coisa ou outra” na PSN, atualmente. É muito bom que tudo esteja voltando ao normal, e que os donos de um Playstation 3 possam novamente acessar a PSN plenamente. Entretanto, não posso deixar de sentir um certo desapontamento em relação à atitude da Sony durante este processo todo. Aliás, se pensarmos bem, ela cometeu o erro bem antes do ocorrido, vide, ataques.

Seus servidores, como se sabe, continham, por exemplo, versões do Apache desatualizadas. E a própria declaração de Hirai, dizendo que a proteção dos dados dos clientes é agora um compromisso permanente nos leva a supor que antes esta preocupação, talvez, não passasse pela cabeça dos chefões da empresa. Isto demonstra muita falta de cautela, e grande desrespeito para com o consumidor. É claro que, nesta triste história, os culpados mesmo foram os atacantes. Mas a Sony tem grande parcela de culpa, por não ter tido o cuidado necessário.

Sabemos também que, dificilmente, algum servidor web é livre de problemas ou ataques. Mas deixar a porta aberta foi um erro grosseiro, que facilitou as coisas. Vamos agora torcer para que tudo volte ao normal.

Poderá gostar também

Pin It on Pinterest