The Game Incubator Network

Até existem no Brasil algumas mentes e projetos que tentam melhorar o cenário nacional de desenvolvimento de jogos eletrônicos. Infelizmente, entretanto, quando estes projetos não assumem outros rumos, eles acabam se perdendo no meio do caminho e até mesmo são encerrados. O pior de tudo é saber que temos ótimos estúdios no Brasil, e vale até mesmo mencionar o caso da Critical Studio, a qual vai ter em breve um jogo publicado pela Paradox Interactive.

Um projeto muito bacana foi lançado na Suécia, país, aliás, repleto de estúdios de desenvolvimento. A própria Paradox Interactive está sediada lá, e também conheço algumas empresas de desenvolvimento de games que se encontram localizadas na terra natal do grupo ABBA: Frictional Games (Amnesia: The Dark Descent), Coffee Stain Studios (Sanctum), Ludosity Interactive (Bob Came in Pieces), Teotl Studios (The Ball), Arrowhead Game Studios (Magicka) e Fatshark (Lead and Gold: Gangs of the Wild West). Com certeza existem mais, é claro.

Bem, o pessoal do governo da Suécia não é bobo, e certamente enxerga o grande potencial desta indústria. Eles criaram um projeto chamado “The Game Incubator Network“; sim, uma espécie de rede de incubadoras. O projeto oferece apoio a start-ups e tem como um de seus líderes Nichlas Dunham, ex-membro da Starbreeze (Syndicate, The Chronicles of Riddick: Assault on Dark Athena, The Darkness, etc).

A “The Game Incubator Network” foi implementada pela Gothia Innovation AB, e sua sede fica no Gothia Science Park, em Skövde. O projeto busca por novos desenvolvedores e estúdios e os apoia no desenvolvimento de negócios, na consultoria jurídica, nas vendas e em diversas outras áreas. Sete incubadoras já fazem parte da rede: “Blekinge Business Incubator”, “Gamecubator”, “Minc”, “Innovatum”, “Uminova Innovation”, “LEAD” e “Science Park Gotland”. O “Gothia Science Park”, aliás, possui experiência no desenvolvimento de títulos AAA, e vale ressaltar que Nichlas Dunham supervisionou o desenvolvimento de “The Chronicles of Riddick” e de alguns títulos da série “Ghost Recon: Advanced Warfighter”.

Um dos estúdios mais conhecidos e bem sucedidos que fazem parte da rede é a Coffee Stain Studios, criadora de Sanctum, jogo fantástico que foi muito bem recebido pela crítica e cuja sequência será lançada em 2013. As sete incubadoras que fazem da “The Game Incubator Network” já contam com mais de 24 equipes de desenvolvimento, e o pessoal do projeto promete novidades para um futuro bem próximo.

Estou muito orgulhoso por estar envolvido com o programa ‘The Game Incubator’, pois ele é, sem dúvida, um dos programas mais úteis disponíveis para jovens suecos desenvolvedores de games. O governo aqui na Suécia é muito pró-ativo quando se trata da indústria de videogames, e eu e o restante dos líderes das incubadoras estamos ansiosos para produzir a próxima rodada de estrelas do desenvolvimento, para provar a eles que este programa é um retumbante sucesso“, disse Nichlas Dunham, o qual é responsável pelo desenvolvimento de negócios no Gothia Science Park.

Se levarmos em consideração o alto nível dos jogos produzidos na Suécia, e até mesmo o fantástico trabalho da Coffee Stain Studios em Sanctum, podemos esperar por grandes novidades vindas da “The Game Incubator Network”. Aliás, a Reverb Publishing descobriu a desenvolvedora de Sanctum justamente através desta rede de incubadoras suecas, e tal descoberta levou ao acordo para a publicação de Sanctum 2. Bem que algo assim poderia surgir e ir adiante com força total no Brasil, não?

Poderá gostar também

Pin It on Pinterest