The Witcher 3: The Wild Hunt – Um RPG moderno e grandioso

The Witcher 3: The Wild Hunt

CD Projekt RED anunciou há alguns dias atrás sua nova engine, a REDengine 3. Trata-se da terceira versão da engine proprietária da desenvolvedora polonesa, criada para o desenvolvimento de RPGs ambientados em enormes mundos abertos e histórias não lineares.

Segundo a empresa, a REDengine 3 permitirá a criação de RPGs comparáveis aos mais modernos e bem sucedidos shooters. Trata-se de uma solução next-gen, algo que será capaz de tornar mais tênue a linha que separa “CGIs e gráficos renderizados em tempo real“. E o anúncio de The Witcher 3: The Wild Hunt impressiona tanto quanto o anúncio desta engine.

The Witcher 3 será lançado em 2014, para PC e plataformas top de linha. Podemos supor que o jogo chegará ao PC, portanto, e aos consoles da próxima geração: Xbox 720 e Playstation 4 (ou seja lá quais forem seus verdadeiros nomes). A CD Projekt RED  fala em um RPG grandioso. Um verdadeiro marco na história da empresa. E, da mesma forma que seus antecessores, The Witcher 3: The Wild Hunt também nos entregará uma história madura.

Um jogo maior. Um mundo mais vasto. Recursos impressionantes. Este título, o último da franquia, será muito, muito maior que The Witcher 2, em diversos sentidos. Agora sabemos, também, qual era aquele tal “jogo de mundo abertomencionado por Adam Badowski durante o mês passado. Trata-se do último The Witcher. A última parte das aventuras de Geralt de Rivia. Um jogo de mundo aberto “maior que qualquer outro na história dos RPGs modernos“.

A história cativante e não linear de The Witcher 3: Wild Hunt acontece em um ambiente rico e verdadeiramente aberto. Um mundo onde explorar é emocionante, repleto de ousadas aventuras, quests, personagens e monstros importantes. Os Jogadores irão viajar livremente através de florestas, lagos, montanhas, cidades e aldeias. Cada região será habitada por populações diferentes, com seus próprios costumes, lendas e problemas. O mundo de The Witcher 3: Wild Hunt é 30 vezes maior que o de The Witcher 2“, disse Adam Badowski, chefe do estúdio.

Badowski ainda continua:

Imagine jogar um jogo de fantasia sombrio com a mesma história grandiosa e não linear dos Witcher anteriores, mas agora em um mundo que você pode explorar livremente, sem limites artificiais. O mundo devastado pela guerra é tão grande que, para alcançar lugares mais distantes, você precisará cavalgar ou utilizar um barco. Um mundo onde suas escolhas terão consequências verdadeiramente épicas. Do lado do desenvolvimento, este objetivo é extremamente exigente. Nossa equipe teve que fazer mudanças de design significativas, e nossa tecnologia teve que ser reconstruída.

Mas acreditamos que isto nos levará a um nível completamente novo de não-linearidade e a uma experiência de jogo mais rica e completamente nova. Como um gamer eu adoraria jogar este tipo de RPG, e acho que é isto o que muitos jogadores estão aguardando.  É um sonho da CD Projekt RED, e esperamos que represente o mesmo para você“.

Um mundo 30 vezes maior que o de The Witcher 2? Um mundo, pelo que parece, vívido e repleto de ambientes diferentes, cada um deles oferecendo, quem sabe, experiências totalmente distintas? Badowski e a CD Projekt RED têm muito trabalho pela frente, com certeza, mas eu não duvido nem um pouco das palavras do executivo.

A empresa ainda menciona que The Witcher 3: Wild Hunt será seu game mais robusto e empolgante. Terras devastadas, bestas assustadoras, magia, enorme, gigantesco campo para exploração: tudo isto faz parte do “pacote”. O sistema de combate também sofrerá diversas melhorias, e os jogadores terão em mãos um RPG ainda mais imersivo e sem QTEs (Quick Time Events).

Visando atender também aos iniciantes na série, e da mesma forma que ocorreu com The Witcher 2, o novo The Witcher contará com tutoriais e introdução desenvolvidos especialmente para quem entrar na pele de Geralt de Rivia pela primeira vez. Este RPG muito provavelmente “espetacular ao cubo” será lançado em 2014, simultaneamente para PC e todas plataformas top de linha. Ou seja, estamos falando de um RPG next-gen em todos os sentidos.

As pessoas podem perguntar se este realmente será o último game da série Witcher. Sim, ele será. Por que? Porque acreditamos que devemos finalizar a série em alta. A tecnologia avançou até onde podemos finalmente contar a história da maneira que queremos, com o visual que queremos, no mundo que imaginamos. Esta será a experiência de RPG de fantasia definitiva, e embora estejamos cheios de histórias para contar, acreditamos que é hora de olhar para novos mundos e novos horizontes, para continuar empurrando os limites daquilo que podemos criar“, complementou Badowski.

A edição mais recente da Game Informer conta com mais informações a respeito do anúncio, e o site da franquia foi atualizado; além disso, os títulos anteriores da série estão custando a metade do preço no GOG e no Steam. A The Witcher 2: Enhanced Edition para o Xbox 360 também teve seu preço reduzido, e de forma permanente (US$ 29,99). Não sei se isto também acontece com você, mas a CD Projekt RED é uma daquelas empresas nas quais confio bastante. Dizer “Ok, pare de falar, pegue meu dinheiro e me dê logo o jogo”, para mim, não é um exagero, aqui.

Pouquíssimas empresas na indústria de games possuem tanta credibilidade, tratam seus fãs com tanto respeito e desenvolvem trabalhos tão bacanas quanto ela. Pouquíssimas, também, mimam tanto seus clientes. Aquele upgrade gratuito para a Enhanced Edition de The Witcher 2 foi algo fora de série, sem contar os DLCs, updates, conteúdo extra diverso, etc: tudo na faixa.

A desenvolvedora, aliás, anunciou hoje que a franquia vendeu mais de 5 milhões de cópias. Pois bem, temos aí Cyberpunk 2077 e The Witcher 3 nos fornos da CD Projekt RED. RPGs muito provavelmente imperdíveis. Jogos que certamente valerão muito mais do que aquilo que por eles será cobrado, levando-se em consideração o preço “normal” de um lançamento (± 50-60 dólares) deste porte.

Valerão muito mais porque também terão muito conteúdo (dentre outros fatores), proporcionarão muita diversão de alta qualidade, grande imersão, e também contarão com enredos bem interessantes. Considerando-se 50-60 dólares, neste caso, ninguém pode duvidar de que será um dinheiro muitíssimo bem gasto.

Foi também divulgado um teaser trailer do jogo.  Apesar de curto (muito, infelizmente), ele não deixa de ser extremamente empolgante, principalmente devido à sua trilha sonora. Veja abaixo:

Poderá gostar também

2 Comments

  1. A CD Projekt agora só faz esses teasers safados pra deixar a gente no hype mesmo sem saber nada do jogo, né? hehe

    E funciona!

    Reply
    • @Erick,

      Como funciona. O histórico da empresa conta bastante também, né. Todo mundo já aguarda por um ótimo jogo.

      Reply

Submit a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Pin It on Pinterest