Criado por uma pessoa, Universum: War Front é um RTS/FPS impressionante

Universum

Universum: War Front é um jogo de temática sci-fi ambientado na segunda metade do século XXI, quando a humanidade é forçada a explorar outros planetas atrás de recursos minerais. O título, inspirado pelas franquias Warhammer, Battlefield, Star Wars e Dota, apresenta os conflitos entre humanos e raças alienígenas através de uma mistura entre RTS e FPS, e ainda empresta vários conceitos vistos em jogos de RPG e MOBA, como customização total dos personagens e sistemas de progressão.

O jogador controla suas tropas do alto, tendo a opção de descer até o campo de batalha e assumir diretamente o controle de qualquer unidade numa visão em primeira/terceira pessoa. Há uma campanha singleplayer, conduzida por uma narrativa épica, e um modo multiplayer em formato de MOBA/RPG. Em ambos os modos, o jogador é livre para alternar, on-the-fly, entre a interface típica de um jogo de estratégia, com visão panorâmica, e a perspectiva em primeira/terceira pessoa, controlando uma unidade de cada vez.

O riquíssimo universo do jogo inclui uma variedade enorme de personagens, raças, cenários (que são destrutíveis), veículos, planetas, naves, e tudo o que um bom sci-fi tem direito. Os combates podem ser terrestres, aéreos, subterrâneos e até submarinos. Todas as unidades do jogo são customizáveis e tem sua própria árvore de habilidades desbloqueáveis. Universum utiliza a Unity Engine em conjunto com o motor físico NVIDIA PhysX e o DirectX 11, que permitem a renderização de mapas dinâmicos, ciclos dia/noite, iluminação em tempo real, animações de ponta, modelos 3D altamente detalhados e mudanças climáticas.

Universum

Se você achou que Universum: War Front é o mais novo jogo da Blizzard, da BioWare ou de qualquer outro estúdio grande, errou feio!

Trata-se do projeto solitário de Cyril Megem. Isso mesmo, uma pessoa. Cyril é o programador, designer, animador, artista e até o produtor musical da StarworksArt Studio, empreitada que ele mesmo fundou (duh!), no ano passado, em Boston, nos EUA. O cara trabalhou por algum tempo como artista-chefe na finada Monte Cristo, desenvolvedora francesa responsável por CitiesXL, de onde saiu para perseguir seu sonho de criar sozinho esse ambicioso projeto. Mais recentemente, recebeu apoio de Brian Dinh, responsável pelo marketing.

O trailer abaixo mostra a impressionante qualidade desse híbrido multigêneros, que consegue deixar pra trás títulos desenvolvidos por equipes cem vezes maiores. É realmente difícil acreditar que um jogo tão incrível possa ter sido criado a partir da dedicação de um homem só.

Cyril passou mais de um ano trabalhando sozinho em Universum e agora precisa angariar fundos da comunidade para contratar uma equipe para ajudá-lo a dar os toques finais na produção e lançar o título no mercado. A campanha no Kickstarter tem o objetivo de reunir US$ 20 mil. No momento em que esse texto é escrito, a marca já foi ultrapassada (US$ 27.388) faltando ainda 22 dias para o término do prazo! Há planos para expandir o jogo ainda mais à medida que a campanha alcança novas cifras.

O estúdio-de-um-homem-só planeja lançar o jogo no final do ano que vem. É possível garantir uma cópia, além da soundtrack completa e o direito de ajudar no desenvolvimento, doando apenas US$ 10 na campanha do Kickstarter. Quem estiver disposto a doar mais pode garantir até brindes como estátuas, citação especial nos créditos e chance de escolher o nome de vários elementos do jogo.

Universum

Se continuar assim, logo logo esse cara vai ser contratado por algum estúdio grande, ou no mínimo vai fechar contrato com uma grande publisher. Isso sim que eu chamo de talento! Um belo exemplo de dedicação.

Artur Carsten

Catarinense, amante da música eletrônica, estudante de medicina e jogador nas inexistentes horas vagas. Ocasionalmente, escreve artigos e coloca em dia a pilha interminável de jogos comprados em promoção no Steam. Já passou pelo Campo Minado, Continue, Guia do PC, Gemind e Oxygen e-Sports.

Twitter  

Poderá gostar também

Trackbacks/Pingbacks

  1. XboxPlus Awards 2013: Os Indicados - […] coloca altos e baixos nisso, hein! Universum: War Front devolvia a esperança aos jogos independentes, derrubando queixos com suas…

Submit a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Pin It on Pinterest