Unreal Engine 4 e CryEngine com assinaturas mensais e acessíveis

Aposto que muita gente por aí ansiava por algo assim. E começa a Guerra das Engines, tendo de um lado a gigante Epic Games e do outro a também gigante Crytek, cada uma com seus poderosos motores. A Epic com a Unreal Engine 4 e a empresa de Cevat Yerli com a CryEngine.

Grandes beneficiados nisto tudo, com certeza, serão os desenvolvedores independentes, os pequenos estúdios, aquele cara que trabalha, de repente, sozinho em sua casa, os quais desembolsarão apenas meros US$ 19,00 mensais, caso escolham a UE4, ou US$ 9,90 (também mensais), caso escolham a CryEngine.

Podemos até mesmo pensar e dizer que ambas as engines agora estão disponíveis a qualquer pessoa, claro. Isto não significa, entretanto, que qualquer pessoa poderá desenvolver sozinha um BioShock Infinite ou um Crysis 2, claro.

BioShock Infinite

Tanto a Epic quanto a Crytek anunciaram as novidades ontem, durante a GDC 2014. A Epic foi mais rápida, mas a Crytek chegou a um valor mais baixo de assinatura (cerca de 9 dólares). Os links para ambas as engines seguem abaixo:

Obviamente, existem alguns “poréns” nestas histórias todas. Nada muito complicado ou difícil, entretanto. Nada que, creio eu, possa afastar possíveis interessados, além disso. Explicando: quem optar pela UE4 deverá pagar, além dos US$ 19,00 mensais, 5% da receita bruta. Já quem optar pelo programa “CryEngine as-a-Service”, como descrito pela própria desenvolvedora, pagará apenas a mensalidade de US$ 9,90 e nada mais (é royalty free).

Unreal Engine 4 – US$ 19,00 mensais + 5% da receita bruta

Tim Sweeney, fundador e CEO da Epic Games, disse “O que estamos lançando é ao mesmo tempo simples e radical: tudo“. Não posso deixar de discordar, principalmente se nos lembrarmos de que o acesso à UE3, por exemplo, é “fornecido” mediante o pagamento de quantias bem altas. Milhares e milhares de dólares, o que acaba, com certeza, afastando aquele tal hipotético desenvolvedor que trabalha sozinho em sua casa.

“Unreal Engine 4 Features Trailer”:

Os assinantes da UE4 terão acesso completo ao pacote. Todas as ferramentas e funcionalidades, incluindo acesso ao código fonte C++ da engine. Os desenvolvedores poderão exportar seus jogos para PC, Mac, iOS e Android, sendo que tudo isto já está incluso na taxa de 19 dólares mensais.

Esta é a nossa engine completa, com tudo o que a Epic fornece aos principais desenvolvedores de games, com um preço acessível a equipes de todos os  tamanhos, orçamentos e aspirações“, disse Tim Sweeney.

Com a mudança na política de licenciamento, a Epic também pretende se envolver mais com a comunidade, através de fóruns, seções de perguntas e respostas e wikis. Gabe Newell também não deixou de dar o seu pitaco:

Isto é inteligente. É uma maneira esclarecida de desenvolvedores criarem grandes games e facilmente trazê-los ao Steam“, disse o chefão da Valve já pensando em aumentar ainda mais o catálogo de sua loja de games.

A Unreal Engine 4 também inclui um sistema chamado Blueprint. Trata-se de um sistema para facilitar a criação de jogos, um sistema de “scripting visual”, o qual, segundo a Epic, permite que o pessoal trabalhe com o gameplay e com a lógica sem tocar em nenhuma linha de código. Se isto realmente funciona bem, como funciona, e se é tão fácil assim, já não sei dizer. Também faz parte do pacote o sistema de animação Persona, vale lembrar.

Mensagem de Tim Sweeney:

A Epic também não descarta outros modelos de licenciamento. Empresas interessadas em eliminar a taxa de royalty (que não existe no caso da CryEngine) e/ou em planos de suporte técnico mais “fortes”, podem negociar diretamente com a empresa.

CryEngine – US$ 9,90 mensais – royalty free

É, a Crytek contra-atacou rápida e duramente, não é? Desenvolvedores que escolherem o programa CryEngine as-a-Service, pagarão apenas US$ 9,90 por mês e não desembolsarão mais nada. A desenvolvedora alemã não cobrará, como a Epic, nenhuma taxa sobre o faturamento.

A empresa ainda faz questão de lembrar (nunca joguei este título, portanto, não posso julgá-lo) que trata-se do mesmo conjunto de ferramentas que foi utilizado na criação de Ryse: Son of Rome, jogo exclusivo do Xbox One. Vale também lembrar que quem optar pela CryEngine poderá desenvolver jogos para todas as atuais plataformas.

Crysis 3

De maneira similar com o que ocorre com a UE4, a CryEngine por US$ 9,90 também oferecerá aos assinantes todas as ferramentas e funcionalidades. Trata-se, também, de acesso completo, incluindo os recursos abaixo, recém anunciados:

  • Physically Based Shading;
  • Geometry Cache;
  • Image Based Lighting;

Vale ressaltar que o CryENGINE Free SDK, para uso não comercial, continuará disponível.

Quanto anunciamos a nova CryEngine, foi o nosso primeiro passo em direção à criação de uma engine como um serviço. Estamos felizes em anunciar agora que a última atualização da CryEngine estará em breve disponível a todos os desenvolvedores assinantes. Estamos realmente ansiosos para tornar a CryEngine disponível a centenas de milhares de desenvolvedores, trabalhando com a Crytek para criar jogos incríveis“, disse Carl Jones, diretor de desenvolvimento de negócios da Crytek.

“CryENGINE Showcase trailer:”

Vale lembrar que a Crytek menciona que o programa CryEngine as-a-Service será iniciado em Maio deste ano. Mas e aí, bacana, não? E você, desenvolve games, ou pretende entrar na área? Se animou com algum dos planos e engines acima mencionados?

As mais poderosas engines do mercado disponíveis a qualquer pessoa, sem a necessidade do pagamento de taxas de licenciamento que custam um olho (ou os dois)? Quantos novos desenvolvedores não devem ter ficado extremamente animados com a notícia? Quantos novos, inovadores (assim espero) e fantásticos títulos não serão lançados, de agora em diante, com o uso da Unreal Engine 4 ou da CryEngine as-a-Service? Quantos estúdios pequenos repletos de profissionais talentosos não serão beneficiados?

Obviamente fica aquela questão de Guerra das Engines. Mas, isto é besteira, em minha opinião. A Epic foi lá, anunciou a nova modalidade de licenciamento e a Crytek foi atrás, lançando algo similar pela metade do preço. Como, por que e quando (e se) tudo isto foi planejado, não importa. Afinal de contas, e daí? Concorrência é saudável, não é?

O que importa na verdade é o fato de que mais pessoas terão acesso a estes dois poderosos motores. Mais desenvolvedores poderão criar utilizando poderosas engines de última geração. Criar jogos eletrônicos, quem sabe, poderá ser algo, então, mais barato. Pelo menos no que diz respeito a algumas das tecnologias utilizadas.

Poderá gostar também

3 Comments

  1. Foi uma semana bem atribulada para indie devs: Unreal Engine e Cry Engine, além do Unity 5 que acabou um pouco ofuscado na confusão. O mercado está reagindo bem a esse boom de game developers, pelo menos na parte de ferramentas disponíveis.

    Reply
    • Verdade Erick,. Mas, dessas duas aí, por exemplo, com qual você ficaria?

      Reply
    • ola Erick, vc sabe quando estara disponivel a cryengine 4?

      Reply

Trackbacks/Pingbacks

  1. CryEngine completa é lançada no Steam por R$ 19,90 mensais - […] da CryEngine, da Crytek, e da Unreal Engine 4, da Epic Games. Desde Março, ambas contam com um modelo…

Submit a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Pin It on Pinterest