Finalmente. O que até há algum tempo atrás para muitas pessoas não passava de um rumor, agora se tornou uma certeza. A Valve acaba de anunciar que o Steam começará a vender softwares. A primeira leva de aplicativos, aliás, será lançada em breve, e inclui títulos que abrangem “criatividade e produtividade“.

Isto, em minha opinião, é fantástico. O Steam “deixará” de ser “apenas” a maior plataforma de distribuição digital de jogos para PC, e se transformará em algo maior. Não foram divulgados os nomes das empresas nem tampouco dos primeiros softwares que serão disponibilizados, entretanto, creio que podemos aguardar por algo grande (e bacana).

Além disso, a Valve também mencionou que muitos dos títulos contarão com suporte a diversas funcionalidades Steamworks, como por exemplo atualizações automáticas, instalação extremamente simples e até mesmo a utilização do Steam Cloud. Ou seja, poderemos utilizar nosso espaço na nuvem do Steam para salvar nossos trabalhos e carregá-los conosco, para onde quer que formos, contando, é claro, com a possibilidade de também editá-los em qualquer lugar e, melhor ainda, continuar o trabalho de onde paramos, seja em viagem, seja em relação a trabalhos iniciados em casa ou no escritório, e vice-versa.

Um recurso com o qual já estamos acostumados em nossos Steam games, e que será também aplicado aos programas vendidos através do Steam. O lançamento deste novo recurso, desta nova loja, acontecerá no dia 5 de Setembro de 2012, e a Valve garante que mais títulos serão lançados, de forma constante. Aliás, desenvolvedores também poderão enviar seus aplicativos para avaliação através do Steam Greenlight. Bacana, não? Ou melhor: fantástico!

Os 40 milhões de jogadores que frequentam o Steam estão interessados em mais do que jogar games. Eles nos disseram que gostariam de ter mais de seus softwares no Steam, então, esta expansão ocorre em resposta às solicitações destes clientes“, disse Mark Richardson, da Valve.

Fico tentando imaginar que tipo de aplicativos serão lançados no dia 5 de Setembro. Teremos desenvolvedoras gigantes e famosas? Será que podemos sonhar, talvez, com aplicativos da Adobe, da Corel, etc? Temos também de ficar atentos à enorme e fantástica possibilidade de pequenos desenvolvedores começarem a vender seus programas através do Steam. Que novidades bacanas teremos? Bem, só nos resta aguardar: a Valve não entrou em detalhes a este respeito.

De qualquer forma, algo me diz que agora o Steam se fortalecerá ainda mais. A concorrência terá de correr atrás do prejuízo com muito mais rapidez, pois a partir do dia 5 de Setembro, teremos um Steam que vai além dos games. Ok, games também são software, mas a partir de Setembro o serviço de distribuição digital de Gabe Newell irá além dos jogos eletrônicos que tanto amamos. Talvez até mesmo, quem sabe, exista a oferta de aplicativos gratuitos. Vamos aguardar. E você, o que achou da novidade?

Poderá gostar também

Pin It on Pinterest