Valve apresenta seu óculos de realidade virtual

Valve VR

Depois de apresentar as Steam Machines, foi a vez da Valve anunciar e demonstrar seu próprio protótipo de óculos de realidade virtual, durante a Steam Dev Days, conferência restrita apenas a desenvolvedores. Michael Arbash, funcionário da desenvolvedora, diz que a ideia da empresa é utilizar o protótipo para demonstrar o potencial que um óculos de realidade virtual pode atingir em até dois anos.

“É bem possível que esse tipo de hardware comece a aparecer em pouco tempo, e a hora de começar a desenvolvê-lo é agora”, diz a descrição da palestra. O evento aconteceu ao longo dessa semana e alguns desenvolvedores sortudos tiveram a chance de experimentar o protótipo da Valve e compará-lo com o Oculus Rift, que já está sendo desenvolvido e distribuído há algum tempo.

As impressões foram extremamente positivas, ao ponto de David Hensley, da Tripwire, descrever a experiência como um “sonho lúcido” e compará-la a um Holodeck de Star Trek. Logo, veio a inevitável dúvida: estaria a Valve planejando vender seu óculos de realidade virtual e iniciar uma concorrência contra o Oculus Rift? A resposta é não. Por enquanto.

A Valve tem uma relação estreita com o desenvolvimento do próprio Oculus Rift, tendo implementado suporte ao aparelho em vários de seus jogos mais recentes. Essa íntima relação já sugeria que, de fato, a Valve não pretende entrar no mercado dos visores de realidade virtual, pelo menos por enquanto. Em um slide demonstrado ao longo da conferência, é dito que a Oculus será a responsável por abrigar e desenvolver as ideias da Valve e implementá-la em seus próprios produtos.

“Nós continuaremos trabalhando com a Oculus para promover o avanço das interfaces de realidade virtual”, diz o slide. Então, não, não teremos uma concorrência, mas um desenvolvimento colaborativo. A Valve acredita que um óculos de realidade virtual capaz de suportar visores em alta definição esteja no mercado até 2015. Até lá, ainda há uma longa lista de funcionalidades a melhorar antes que a tecnologia finalmente alcance seu ponto ideal e possa ser vendida a preços competitivos.

Via PCGamesN.

Artur Carsten

Catarinense, amante da música eletrônica, estudante de medicina e jogador nas inexistentes horas vagas. Ocasionalmente, escreve artigos e coloca em dia a pilha interminável de jogos comprados em promoção no Steam. Já passou pelo Campo Minado, Continue, Guia do PC, Gemind e Oxygen e-Sports.

Twitter  

Poderá gostar também

Submit a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Pin It on Pinterest