Dessa vez o Steam vai provocar raiva em muitos de seus usuários e/ou donos de um Xbox 360. A Valve anunciou que a versão para Playstation 3 de Portal 2, título que será lançado em 20 de Abril de 2011, para PC, Xbox 360 e PS3, possuirá alguns extras bem interessantes. Quem optar por comprar Portal 2 para o console da Sony, já de cara ganha um voucher para baixar gratuitamente a versão do game no Steam, a qual será compatível com PC e Mac.

Além disso, a Valve mandou muito bem, mais uma vez, e a coisa vai mais longe. Haverá integração entre as duas plataformas, ou seja, jogadores do PS3 poderão disputar partidas multiplayer com jogadores do PC ou Mac. Chat também estará disponível, e o recurso Steam Cloud também estará disponível para os felizes donos de um Play3. Ou seja: será possível jogar no console, continuar a jogatina no PC, voltar para o console, etc, sempre com o progresso sendo salvo. Na núvem. Bacana, não?

Será necessário “linkar” as duas contas: Steam e PSN. Mas quem se importa com isso com tantas funcionalidades bacanas envolvidas? Acho, entretanto, um tanto quanto estranha esta “preferência” pelo PS3 por parte de uma empresa que disse, no passado, “que o Playstation 3 é um total disastre“.

Gabe Newell também disse o seguinte, no press release: “Fizemos uma promessa aos gamers na E3 de que Portal 2 para o Playstation 3 seria a melhor versão para console do produto“. É, o mundo dos negócios é mesmo muito inconstante, e a “linha que separa o amor do ódio” é muito tênue.

É claro que tudo isto abre um enorme precedente, e enquanto a Microsoft desistiu da integração da Xbox Live com a Games For Windows Live de forma total, o Steam correu atrás e fez um negócio muito mais do que bem feito. E trabalhando com uma plataforma de outra empresa, fato com o qual a Microsoft não precisaria lidar. Esta “integração gamer” entre consoles e computadores é fantástica, e é mais do que óbvio que a Valve quer meio que se redimir de seu anterior afastamento do Playstation 3.

Só fico aqui me perguntando o porquê da mesma funcionalidade não ser oferecida também a quem comprar a versão para o Xbox 360. Que tipo de dificuldades existiriam? Técnicas? Creio que não. Talvez existam outros tipos de “problemas”, mas tecnologia não é problema quando estamos falando da Microsoft e da desenvolvedora de Half-Life.

Tudo isto, pelo menos a mim, provoca grande empolgação. Mas, ao mesmo tempo, fica aquela sensação de: “puxa, bem que podiam ter incluído o Xbox na brincadeira”. Mas tudo bem: vou de Portal 2 para PC, mesmo. 🙂

(Via: Joystiq)

Poderá gostar também

Pin It on Pinterest