Se houve um game que eu joguei demais no meu saudoso Nintendo 64, este foi GoldenEye 007. Não consigo me esquecer da emoção que senti ao ver as imagens daquele game pela primeira vez, nem tampouco de minha surpresa ao perceber que os saves eram armazenados no cartucho. Bons tempos aqueles.

E o game era uma maravilha. Divertido, contava com belíssimos gráficos para a época e possuía uma história pra lá de envolvente, com todo aquele clima de agente secreto pairando sobre o console (e sobre nossas cabeças). Bom, havia um certo mistério no game, digamos. Aquela ilha secreta, ou secret island, na primeira missão. A ilha era sempre visível, mesmo que de forma quase imperceptível, contra as geleiras. Era meio que uma mancha ao longe e dependendo do zoom, você a enxergava melhor.

Acredito que muitos gamers devem ter feito de tudo para alcançá-la, muitos devem ter conseguido, e muitos devem ter desistido, achando que a façanha era impossível. Bom, o Pop-Fiction é um programa do site GameTrailers que examina estes “mitos do mundo dos vídeo-games” e apresenta a solução, digamos. O programa dá a “resposta final”, vamos dizer assim, e examina a coisa toda bem a fundo, dizendo se estamos lidando com mitos ou com fatos reais.

Focado em títulos dos anos 80 e 90, o Pop-Fiction acaba de lançar um vídeo justamente sobre a secret island de GoldenEye 007, mostrando que a ilha é um mito, ou melhor, não é, dependendo da maneira como se observa a “situação”. É possível (ou era, dependendo do caso 🙂 ) alcançá-la, mas somente mediante a utilização do acessório GameShark, o qual era voltado justamente para isto: cheats. Ou seja, acessar a ilha secreta pelas vias normais era impossível até mesmo para o James Bond.

O vídeo abaixo mostra inclusive a utilização do GameShark no jogo, e o absurdo de se caminhar sobre a água para alcançar a tal ilha. Parece que a secret island foi meio que esquecida pela Rare, pelo que se pode deduzir das palavras de Duncan Botwood, da desenvolvedora, durante o vídeo. Em sua opinião, deveria existir uma ponte ligando a ilha ao restante do cenário, o que no entanto não ocorreu e levou os gamers a todas estas questões relacionadas ao fato de se a ilha era acessível ou não.

A partir disto começou o mistério. A partir deste abandono da ilha pela Rare, a ilha, que era na verdade simplesmente uma área inútil do game, fez com que muita gente utilizasse estes cheating codes para alcançá-la. Ao assistir ao vídeo abaixo me deu uma saudade enorme deste este jogo: 🙂

Link direto para o vídeo:

http://www.gametrailers.com/video/episode-6-pop-fiction/702737

Poderá gostar também

Pin It on Pinterest